quarta-feira, 13 de julho de 2011

Seminaristas do nordeste participam do Retiro “Nordestão” do RENASEM

Evento acontece na Arquidiocese de Teresina até sexta-feira (15).

Assessoria de Comunicação do "Nordestão", com Ministério de Comunicação Social da RCCPI

Missa de Abertura do "Nordestão" do RENASEM
Na noite do último 11 de julho, teve início no Seminário Maior Interdiocesano Sagrado Coração de Jesus, em Teresina, mais uma edição do retiro para seminaristas do nordeste, comumente conhecido como o “Nordestão” do RENASEM (Retiro Nacional de Seminaristas). O mesmo é organizado pelo Ministério para Seminaristas, da Renovação Carismática Católica do Brasil. Dom Sérgio da Rocha, administrador apostólico da Arquidiocese de Teresina e arcebispo eleito da Arquidiocese de Brasília, presidiu a Missa de abertura do retiro conclamando todos os seminaristas para uma vivência de escuta pessoal, e ao mesmo tempo comunitária da Palavra de Deus, conforme tema do retiro “Pela tua Palavra, lançaremos as redes” ( cf. Lc 5,5) e o lema “Anunciavam com ousadia” (cf. At 4, 31). O seminarista Walfran Rios, coordenador estadual desse ministério no Piauí, deu as boas-vindas a todos os presentes, bem como, as diversas lideranças da RCC local que se faziam presentes.

Já o segundo dia pautou-se o aspecto espiritual e formativo da vida de um seminarista. Logo cedo se procedeu a oração de Laudes. Durante o dia houve momentos de oração e três pregações.  Dom Sérgio da Rocha, na primeira reflexão, enfatizou alguns aspectos do documento 93 da CNBB, denominado “Diretrizes para a Formação dos Presbíteros da Igreja no Brasil”. Baseado no documento, o prelado discorreu sobre a identidade do presbítero, ressaltando: “desde a antiguidade escolástica, sabe-se que o agir segue o ser, daí quanto mais harmonizarmos o agir e o ser, tanto mais seremos felizes. A ordenação sacerdotal que vocês receberão um dia é uma graça extraordinária, mas não uma transubstanciação. Padre não é somente um cristão, mas também ele é gente, pessoa humana. Portanto, o que o Cristo pede de nós é que sejamos autênticos discípulos e missionários a serviço do Reino de Deus”, concluiu.
Dom Sérgio
Dom Celso, arcebispo emérito de Teresina, proferiu duas reflexões. Num primeiro momento refletiu sobre o sacerdote como pregador da Palavra de Deus. Disse: “o padre não está pregador da Palavra, ele é pregador da Palavra, visto que a nossa religião não é a religião do livro, mas a religião da Palavra, do Verbo encarnado. É tanto que se o presbítero não tem uma vivência espiritual com o Verbo, com o Cristo Palavra, o povo vai procurar outros pregadores. Por isso, o presbítero deve guiar-se pela Palavra Revelada, contida nas Sagradas Escrituras, e na Palavra Celebrada, a Eucaristia. Dessa forma, se constituirá um exímio anunciador da Palavra”. Num segundo momento, Dom Celso, ao refletir sobre a Virgem Maria como a mãe dos sacerdotes, afirmou: “Maria foi criada para ser a Mãe de Jesus, e como Jesus é o sacerdote por excelência, isto é, o sacerdote da Nova Aliança, então Maria é também a mãe dos sacerdotes”.
Dom Celso
À tarde, os seminaristas subdividiram-se por Estado e rezaram a oração de Vésperas. Logo mais, houve a Santa Missa presidida pelo Pe. Francisco Ferreira, da Diocese de Petrolina, e concelebrada pelo Pe. Eduardo Braga, da Arquidiocese do Rio de Janeiro, e o Pe. Jonilson, da Arquidiocese de Teresina. Além do mais, a assistência do Diácono Abel, da Arquidiocese de João Pessoa.


O dia de retiro foi concluído com uma noite cultural, que teve início com o show da banda “Bona Fide” e o evangeliza-show com a banda “Oz Piradinhos” que, de modo peculiarmente nordestino, animou os seminaristas presentes no “Nordestão” do RENASEM.
Banda Católica Oz Piradinhos
Na quinta-feira, 14, os seminaristas farão uma experiência missionária numa paróquia próxima ao Seminário e na sexta-feira, 15 de julho, o retiro se findará com uma Missa de envio às 7h, presidida por Dom Celso, a qual está aberta a participação do povo de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário